A prevalência do tabagismo e alguns fatores associados em escolares de Florianópolis, SC

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A prevalência do tabagismo e alguns fatores associados em escolares de Florianópolis, SC

Mostrar registro completo

Título: A prevalência do tabagismo e alguns fatores associados em escolares de Florianópolis, SC
Autor: Cordeiro, Elke Annegret Kretzschmar
Resumo: Esta dissertação tem por objetivo estimar a prevalência do tabagismo entre escolares de Florianópolis, no sentido de detectar a idade em que se inicia o hábito de fumar, a razão entre gênero, o nível de conhecimento que apresentam sobre o tema identificando possíveis variáveis associadas à aquisição do hábito de fumar, visando a prevenção. Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo . A população do estudo (n=281) foi obtida através de dados secundários do Inquérito Escolar Fazendo Pesquisa - Vigilância do Tabagismo em Escolares - Vigescola, realizado pelo INCA1 em 2002 e aplicado em escolares de 7ª e 8ª série do Ensino Fundamental e 1ª série do ensino médio, de escolas públicas e privadas de Florianópolis/SC, tendo como entidade envolvida o Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina. As análises estatísticas foram feitas no EpiInfo 6.04,na distribuição das freqüências utilizou-se IC de 95%; o teste estatístico qui-quadrado, para possíveis associações e considerados significativos valores de p<0,05. A maioria dos escolares 93,9%, situa-se na faixa etária de 13 a 16 anos. A prevalência encontrada na experimentação alguma vez na vida foi de 41,6%. Os meninos são mais precoces sendo que 50,9% iniciaram na faixa etária de 07 a 11 anos. As meninas iniciam mais tarde, 71,9% entre 12 e 15 anos. Verificou-se que 64,3% dos escolares experimentaram fumar até os 13 anos de idade. Entre os escolares fumantes 38% fumam em média um cigarro/dia. Dos que tentaram comprar cigarros 87% puderam comprar livremente apesar de serem menores de 18 anos. Dentre os entrevistados, 91,1% não possuem objetos com logotipo de marca de cigarros e 93,6% nunca receberam cigarros
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/101562
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
221440.pdf 456.1Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar