Investigação temporal das alterações cognitivas e neuroquímicas induzidas pela reserpina em ratos

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Investigação temporal das alterações cognitivas e neuroquímicas induzidas pela reserpina em ratos

Mostrar registro completo

Título: Investigação temporal das alterações cognitivas e neuroquímicas induzidas pela reserpina em ratos
Autor: Pereira, Aline Guimarães
Resumo: A administração sistêmica da reserpina, um inibidor do transportador vesicular de monoaminas, em ratos pelas vias intraperitoneal (i.p.) ou subcutânea (s.c.), em doses consideradas baixas (0,1 - 1,0 mg/kg), tem sido proposto como um modelo válido para o estudo dos sintomas não-motores da doença de Parkinson (DP). O presente estudo teve como objetivo avaliar temporalmente (3, 24 e 72 h) os efeitos da administração de reserpina (1 mg/kg, s.c.) sobre as memórias de curto prazo de ratos avaliados nos testes de reconhecimento social e reconhecimento de objetos. Foram também investigadas possíveis alterações nas concentrações de dopamina, serotonina, e seus metabólitos no estriado, hipocampo e córtex pré-frontal, bem como no conteúdo de neopterina no plasma sanguíneo de ratos em diferentes intervalos após a administração da reserpina. Os resultados deste estudo demonstram que a administração da reserpina (1 mg/kg, s.c.) induziu prejuízos significativos nas memórias de curto prazo de ratos avaliadas após a sua administração nos testes de reconhecimento social e reconhecimento de objetos. Além disso, os nossos resultados confirmaram a depleção nas concentrações de dopamina e seu metabólito DOPAC no estriado de ratos tratados com reserpina, sendo este efeito mais pronunciado 72 h após o tratamento, quando foi evidenciado prejuízo locomotor no teste do campo aberto. Entretanto, não foram observadas alterações significativas nas concentrações de neopterina no plasma sanguíneo de ratos após a administração de reserpina nos diferentes intervalos de tempo (3 e 24 h) e doses (1 e 5 mg/kg, s.c.) testados. Em conjunto, os resultados do presente estudo reforçam o potencial da administração de baixas doses de reserpina e tempos breves após sua administração como um modelo útil para a investigação dos sintomas cognitivos associados à fase pré-motora da DP, sendo que estes prejuízos estão associados a depleção de dopamina no estriado, sem, todavia, modular as concentrações de neopterina no plasma sanguíneo de ratos.<br>Abstract : The systemic administration of reserpine, an inhibitor of vesicular monoamine transporter, by intraperitoneal (i.p.) or subcutaneous (s.c.) in rats at low doses (0,1 - 1,0 mg/kg) has been proposed as a valuable model for the study of non-motor symptoms of Parkinson's disease (PD). The present study aimed to investigate temporaly (3, 24 and 72 h) the effects of reserpine (1 mg/kg, s.c.) on short-term memory of rats evaluated in the social recognition and object recognition tasks. We also investigated putative alterations in the levels of dopamine, serotonin and its metabolites in striatum, hippocampus and prefrontal cortex as well as in the neopterin content in the blood plasma at different intervals after reserpine administration. The present findings demonstrated that reserpine administration (1 mg/kg, s.c.) disrupted the short-term memory of rats evaluated after treatment in the social recognition and object recognition tasks. Furthermore, our results confirm the depletion of the concentrations of dopamine and its metabolite DOPAC in the striatum of rats after reserpine administration. The highest level of dopamine depletion, and also DOPAC, was found in the group of 72 h after reserpine, which was associated with reduced locomotor activity evaluated in the open field test. However, there were no significant changes in the concentrations of neopterin in blood plasma of rats after administration of reserpine, at different time intervals (3 and 24 h) and doses (1 and 5 mg/kg, s.c.) used. Altogether, the present findings reinforce the single administration of low reserpine dose and short time as valuable model for the study of the cognitive symptoms associated with an early pre-motor phase of PD. Moreover, the observed short-term memory impairments induced by reserpine were associated with the striatal dopamine depletion, while no significant changes on blood plasma neopterin leves were observed.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2013
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/101093
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
316643.pdf 977.3Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar