Ser, objetividade, posição: um estudo Heideggeriano da crítica da razão pura

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Ser, objetividade, posição: um estudo Heideggeriano da crítica da razão pura

Mostrar registro completo

Título: Ser, objetividade, posição: um estudo Heideggeriano da crítica da razão pura
Autor: Silva, Diogo Campos da
Resumo: Nesta dissertação, consideramos a Crítica da Razão Pura de Kant desde interpretações que dela ofereceu-nos Heidegger a partir dos pressupostos de sua filosofia da História do Ser. Tratamos, sobretudo, de investigar como aquela obra do pensador de Königsberg pode ser pensada como reveladora e, ao mesmo tempo, encobridora de um acontecimento epocal do Ser. Para esse fim, duas obras de Heidegger (ambas publicadas em 1962) foram fundamentais para nossa investigação. Com o estudo da primeira, Que é uma coisa? - Doutrina de Kant dos Princípios Transcendentais, buscamos situar o pensamento da Crítica da Razão Pura no interior de um projeto-de-ser a que Heidegger nomeou matemático de modo a entender como as primeiras conquistas da filosofia transcendental são, por assim dizer, animadas pelas mesmas raízes ontológicas que possibilitaram o advento da ciência moderna. Segundo Heidegger, entre tais principais conquistas da Crítica está a fundamentação da transformação moderna da totalidade do ente em objeto para o conhecimento humano. O que objetividade diz sobre o ser do ente investigamos, seguindo as diretrizes de Heidegger, a partir de um estudo daqueles juízos sintéticos a priori que Kant chamou de princípios do entendimento puro. A segunda obra heideggeriana importante para esta dissertação é A Tese de Kant sobre o Ser e, com o seu estudo, desejamos expor o sentido que possui, segundo Heidegger, a afirmação kantiana de que o Ser é posição. Com o esclarecimento da "posição", o conjunto das determinações do ser do ente enquanto objetividade é posto em seu lugar de origem, em seu fundamento, ou seja, a estrutura lógico-sensível do sujeito puro.<br>Abstract : On this thesis, we analyzed the Critique of pure reason, by Immanuel Kant, focusing on Martin Heidegger's interpretation of that on the assumptions to his philosophical History of Being. This thesis mainly consists in an investigation about how that book by the Königsberg's philosopher may be thought as revealing and, at the same time, as dissimulating of an epochal event of Being. For achieving such aim, our investigation primarily focuses on two books by Heidegger - both published in 1962. By analyzing the first one, What is a thing - Kant's Doctrine of Transcendental Principles, we had aimed to place the reflection of the Critique of pure reason in a project-of-being designed by Heidegger as mathematical. By that Heidegger meant the first achievements of transcendental philosophy were moved by the same ontological roots which made possible the beginning of modern science. According to Heidegger, the transformation of entity's modern totality foundation into an object to human knowledge is amongst the main achievements of the Critique. We investigated what objectivity says about the entity's being, by pursuing Heidegger's routes in his study on Kantian synthetic judgments a priori, named by Kant as principles of pure understanding. The second book by Heidegger focused on this dissertation was Kant's thesis about being. By analyzing that, we intended to explain, according to Heidegger, what Kant had meant with his assertion that Being is position. The determinations of entity's being as a whole are put into its place of origin, into its foundation, when we clarify what does 'position' means. That place of origin is the logicalsensitive structure of pure subject.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2013.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/101068
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
316526.pdf 901.1Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar