A critical discourse analysis of Barack Obama's campaign speech in Berlin

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A critical discourse analysis of Barack Obama's campaign speech in Berlin

Mostrar registro completo

Título: A critical discourse analysis of Barack Obama's campaign speech in Berlin
Autor: Marchi, Andreana
Resumo: O uso da língua na política desempenha papel significante na divulgação das propostas e ações políticas dos governantes através de debates, campanhas e discursos políticos, por exemplo. Hoje em dia, o discurso político tem recebido maior proeminência devido a sua divulgação através da mídia e assim tem despertado um interesse maior das pessoas. O presente estudo analisa o uso da língua em um dos discursos políticos do candidato à presidência dos EUA em 2008, Barack Obama, em Berlim. Com o objetivo de investigar a forma como Obama usa a língua para ganhar projeção política e viabilizar sua candidatura à presidência, este estudo analisa o uso da língua no discurso político de Obama com base na Gramática Sistêmico-Funcional de Halliday e Matthiessen (2004) na qual a metafunção ideacional é explorada. A partir dessas evidências linguísticas, amplia-se a discussão através da Análise Crítica do Discurso por meio do conceito de Suposições de Fairclough (2003) e também das estratégias de Legitimação baseadas nos estudos de discursos políticos de Chilton (2004). Primeiro, uma macro-análise do discurso foi conduzida revelando que o discurso é constituído de onze temas principais. A partir destes onze temas, a micro-análise das 375 orações foi conduzida revelando que grande parte do discurso é composta por Processos Materiais (63% das orações) e que os Atores são compostos, na sua grande maioria, pelos Participantes Nós (referentes ao próprio Obama e aos Estados Unidos) e Outros (referentes a outros países, entidades ou ações). A micro-análise revela que os Processos Materiais constroem eventos, ações e acontecimentos significantes para legitimar o papel de Obama como um líder multirracial, com os EUA, ele mesmo, e o nós inclusivo como principais Atores. O discurso gira em torno de histórias de união, orgulho, justiça, igualdade, reconstrução, poder militar, conflito ideológico e aspirações compartilhadas pelas pessoas ao redor do mundo. Neste sentido, a análise de Suposições sugere que há uma avaliação positiva acerca do participante Nós. A análise das estratégias de Legitimação revelou que as ideologias e os objetivos políticos apresentados no discurso tendem a manter a hegemonia dos Estados Unidos, mas ao mesmo tempo tendem a dar um tom de diálogo conciliatório entre os países.The use of language in politics plays a significant role in promoting political purposes and actions of political figures through debates, campaigns and political speeches, for instance. Nowadays, political speech has received great prominence due to its publicity by the media and, thus, it has aroused great interest. The present study analyzes the use of language in one of the political speeches of the 2008 U.S. presidential candidate, Barack Obama, in Berlin. It aims at investigating the way Obama uses language to earn political projection and to enable his candidacy for the presidency of the United States. Additionally, this study analyzes the use of language in Obama#s political speech based on Systemic Functional Grammar (Halliday & Matthiessen, 2004) in which the ideational metafunction is explored. From this linguistic evidence, the discussion is broadened through Critical Discourse Analysis via Fairclough#s concept of Assumptions (2003) and also via strategies of Legitimisation based on Chilton#s political studies (2004). First, a macro analysis was carried out which reveals that the speech is constituted of eleven main themes. Taking these eleven themes into account, a micro analysis of 375 clauses was carried out revealing that most clauses in the speech are constituted of Material Processes (63% of the clauses) and Actors are mostly represented by The Self (referring to Obama and United States) and The Others (other countries, entities, or actions). The micro analysis reveals that the Material Processes construe significant events, actions and happenings to legitimate the role Obama wants to convey as a multiracial leader, with the United States, Obama himself, and the inclusive we as the main Actors. The speech revolves around stories of unity, pride, justice, equality, reconstruction, military power, ideological power, and aspirations shared by people around the world. In this sense, the analysis of Assumptions suggests that there is a positive evaluation on the participant The Self. The analysis of Legitimisation revealed that the ideologies and the political objectives presented in the speech tend to maintain the hegemony of the United States, but at the same time they tend to set a conciliatory tone among the countries.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Letras/Inglês e Literatura Correspondente.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/101018
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
309493.pdf 1.854Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar