Certificação orgânica da produção de leite em unidades de produção familiar associadas à Ascooper-SC

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Certificação orgânica da produção de leite em unidades de produção familiar associadas à Ascooper-SC

Mostrar registro completo

Título: Certificação orgânica da produção de leite em unidades de produção familiar associadas à Ascooper-SC
Autor: Frison, Edilza
Resumo: A agricultura familiar do Oeste Catarinense está em ampla expansão da atividade da bovinocultura leiteira, porém as exigências deste mercado forçam os agricultores a se organizarem em pequenas cooperativas de produção. Algumas cooperativas formaram uma rede cooperativa denominada Central de Cooperativas da Agricultura Familiar do Estado de Santa Catarina (Ascooper), tendo como objetivos auxiliá-las no processo organizativo e técnico da cadeia produtiva do leite. A Ascooper organizou um núcleo de produtores orgânicos junto à Rede Ecovida de Agroecologia. Para realizarem a venda de seus produtos como orgânicos as unidades familiares precisam do selo de certificação, e para tal necessitam se adequar às normas da legislação vigente, precisando passar por um período de conversão. Entretanto, as famílias encontram algumas dificuldades para chegar à certificação e este estudo teve por objetivo analisar os limites enfrentados pelos produtores de leite ligados à Ascooper para adequar seus atuais sistemas produtivos às normas de certificação. O estudo de campo foi realizado em duas etapas: a primeira, através de entrevistas com técnicos e dirigentes das cooperativas, identificou e tipificou 73 unidades produtivas que estão em conversão para a produção orgânica; a segunda selecionou 29 unidades produtivas nas quais foi realizada uma visita e entrevistadas em profundidade com seus produtores. Identificou-se dois tipos de fatores afetam a conversão para a agroecologia: um interno aos sistemas de produção e à organização cooperativa, evidenciado na sua limitada capacidade para garantir insumos básicos para a produção e a venda diferenciada dos produtos orgânicos; outro, de aporte de políticas públicas e ações de apoio à conversão agroecológica, evidenciado pela quase ausência de assistência técnica dirigida à produção orgânica. Conclui-se, para o caso estudado, que a conversão para sistemas mais sustentáveis de produção agropecuária, apesar de iniciada, é precária e coloca os agricultores em risco quando da aplicação rigorosa da legislação para a produção orgânica.<br>Abstract : Family farming in the West of Santa Catarina is in broad expansion in what relates to dairy cattle, nevertheless market requirements force farmers to organize in small production cooperatives. Some of them created a cooperative network named Family Farm Cooperatives Center of Santa Catarina (Ascooper), to assist them in organizational and technical processes related to the milk productive chain. Ascooper organized a group of organic farmers through Ecovida Agoecological Network. To sell their products as organic, family units need a certification seal that obliges to adequate to current legislative norms and to go through a conversion period. Families find it hard to get certification and this study aimed to analyze difficulties faced by milk producers associated with Ascooper to adequate their productive systems to certification norms. Fieldwork was made in two stages: in the first, cooperative technicians and leaders were interviewed, who identified and typified 73 productive units in conversion to organic farming; in the second stage, 29 productive units were selected and visited, and extended interviews were conducted with farmers. Two types of factors that affect agroecology conversion were identified: one, internal to production systems and to the cooperative organization, is a limited capacity to provide differentiated basic inputs for the production and sale of organic products; the other is related to the contribution of public policies and supporting actions to agroecological conversion, evidenced by the near absence of technical assistance in what relates to organic production. The study concludes that conversion to sustainable systems of dairy cattle production, although initiated, is precarious and puts farmers at risk when there is a rigorous application of organic production norms.
Descrição: Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2012
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100960
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
313828.pdf 1.008Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar