Força do aperto da mão e ângulo de fase: acurácia diagnóstica para a avaliação da desnutrição em pacientes submetidos à hemodiálise

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Força do aperto da mão e ângulo de fase: acurácia diagnóstica para a avaliação da desnutrição em pacientes submetidos à hemodiálise

Mostrar registro completo

Título: Força do aperto da mão e ângulo de fase: acurácia diagnóstica para a avaliação da desnutrição em pacientes submetidos à hemodiálise
Autor: Garcia, Monique Ferreira
Resumo: Introdução: Na ausência de uma técnica ideal para avaliar o estado nutricional em pacientes renais, tem-se buscado identificar parâmetros capazes de diagnosticar a desnutrição. O objetivo deste estudo foi verificar a acurácia diagnóstica da força do aperto da mão (FAM) e do ângulo de fase (AF) na avaliação da desnutrição de pacientes submetidos à hemodiálise (HD). Métodos: Estudo de avaliação da acurácia diagnóstica de parâmetros nutricionais com pacientes em HD. A acurácia e os pontos de corte para desnutrição da FAM e do AF foram investigados por meio das curvas ROC (receiver operating characteristic - características de operação do receptor), utilizando como padrão de referência: avaliação subjetiva global (ASG), escore de desnutrição-inflamação (malnutrition-inflammation score - MIS) e rastreamento de risco nutricional 2002 (nutritional risk screening 2002 - NRS 2002). A associação da FAM e do AF com outros parâmetros nutricionais, como o índice de massa corporal (IMC), porcentagem de massa de gordura (% MG), massa livre de gordura (MLG), circunferência do braço (CB), circunferência muscular do braço (CMB) e AF ou FAM, foi verificada por correlação e regressão linear múltipla, considerando como significância P < 0,05. Resultados: Foram avaliados 138 pacientes (85 homens), com idade entre 24 e 84 anos (média 55,4 ± 15,2 anos). A área abaixo da curva (area under the curve - AUC) da FAM e do AF mostrou moderada acurácia nas mulheres (FAM: ASG = 0,818; MIS = 0,834; NRS 2002 = 0,882 e AF: ASG = 0,718; MIS = 0,780; NRS 2002 = 0,778) e baixa nos homens (FAM: ASG = 0,646; MIS = 0,606; NRS 2002 = 0,620 e AF: ASG = 0,570; MIS = 0,662 NRS 2002 = 0,668). Os valores preditivos positivos e negativos também foram maiores nas mulheres. Os pontos de corte para o diagnóstico da desnutrição de acordo com o padrão de referência (MIS) foram: < 18 kg e < 28,5 kg para a FAM; < 6,1° e 6,5° para o AF, nas mulheres e homens, respectivamente. Houve uma correlação positiva moderada da FAM com o AF (r = 0,396; P < 0,001) e com a MLG (mulheres: r = 0,340; P = 0,013; homens: r = 535; P = < 0,001) em ambos os sexos, e apenas no caso dos homens com a CB (r = 0,384; P < 0,001) e a CMB (r = 0,386; P < 0,001). O AF teve correlação positiva fraca nos homens com o IMC (r = 0,270; P < 0,019), e moderada com a CB (r = 0,464; P <0,001) e a CMB (r = 0,335; P < 0,001). No caso das mulheres, pacientes diagnosticadas como desnutridas pela FAM tiveram menores valores do AF (ß = -1,00), da MLG (ß = -3,15) e da CB (ß = -2,80), enquanto nos homens, os pacientes desnutridos tiveram menores valores da MLG (ß = -4,53), da CB (ß = -1,71) e da CMB (ß = -1,28). As mulheres consideradas desnutridas pelo AF tiveram valores menores da % MG (ß = -5,4) e da FAM (ß = -5,4), enquanto os homens desnutridos tiveram valores menores da CB (ß = -2,57), da CMB (ß = -2,07) e do IMC (ß = -2,44). Conclusão: A FAM e o AF apresentaram acurácia para o diagnóstico de desnutrição nas mulheres, e associação com a maioria dos parâmetros nutricionais, em ambos os sexos, sugerindo que os dois parâmetros nutricionais podem ser úteis quando utilizados como complemento na avaliação da desnutrição de pacientes em HD. <br>Abstract : Background: In the absence of an ideal technique for assessing the nutritional status in renal patients, researchers have tried to identify appropriate parameters for the diagnosis of malnutrition. The objective of this study was to verify the diagnostic accuracy of the handgrip strength (HGS) and phase angle (PA) in the assessment of malnutrition in patients undergoing hemodialysis (HD). Methods: Validation study of diagnostic tests for HD patients. The HGS and PA accuracy and cutoff values for malnutrition were evaluated by the ROC (receiver operating characteristic) curves, using as reference standards the subjective global assessment (SGA), malnutrition-inflammation score (MIS) and nutritional risk screening 2002 (NRS 2002). The association of HGS and PA with other nutritional parameters, such as the body mass index (BMI), the fat mass percentage (% FM), fat-free mass (FFM), mid-arm circumference (MAC), mid-arm muscle circumference (MAMC) and PA or HGS, was verified by correlation and multiple linear regression, considering P<0.05 as significant. Results: A total of 138 patients on hemodialysis (85 men/53 women), aged between 24 and 84 years (average 55.4 ± 15.2 years) were evaluated. The area under the curve for the HGS and PA showed moderate accuracy in the case of women (HGS: SGA = 0.818; MIS = 0.834; NRS 2002 = 0.882 and PA: SGA = 0.718; MIS = 0.780; NRS 2002 = 0.778) and low accuracy in the case of men (HGS: SGA = 0.646; MIS = 0.606; NRS 2002 = 0.620 and PA: SGA = 0.570; MIS = 0.662 NRS 2002 = 0.668). The cutoff values in the diagnosis of malnutrition according to the reference standard (MIS) were: < 18 kg and < 28.5 kg for HGS; < 6.1° and < 6.5° for PA, for women and men, respectively. The positive and negative predictive values were also higher for women. There was a positive correlation of the PA with HGS (r = 0.396; P <0.001) and with FFM (women: r = 0.340; P < 0,001; men: r = 0.535; P = < 0,001) for both genders and only in the case of men with, MAC (r = 0.384, P < 0.001) and MAMC (r = 0.386, P < 0.001). For men, the AF was positively correlated with the BMI (r = 0.270, P < 0.019), % FM (r = 0.237, P < 0.041), MAC (r = 0.464, P < 0.001) and MAMC (r = 0.335; P < 0.001). Among women, patients diagnosed as malnourished by the HGS had lower values for PA (ß=-1.00), FFM (ß = -3.15) and MAC (ß = -2.80), while in the case of men, the malnourished patients, had lower values for FFM (ß = -4,53), MAC (ß = -1.71) and MAMC (ß = -1.28). The women diagnosed as malnourished by the PA had lower values for %FM (ß = -5.4) and HGS (ß = -5.4), while for the malnourished men lower values were obtained for MAC (ß = -2.57), MAMC (ß = -2.07) and BMI (ß = -2.44). Conclusions: HGS and PA presented accuracy in the diagnosis of malnutrition in women, and there was association with some of the nutritional parameters for both genders, suggesting that these two nutritional parameters may be useful when used as a complement in the assessment of malnutrition in HD patients.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2012
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100922
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
312522.pdf 1.146Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar