Caracterização da mucilagem do fruto e cladódio de Cereus hildmaniannus K. Schum

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Caracterização da mucilagem do fruto e cladódio de Cereus hildmaniannus K. Schum

Mostrar registro completo

Título: Caracterização da mucilagem do fruto e cladódio de Cereus hildmaniannus K. Schum
Autor: Colonetti, Vivian Caroline
Resumo: A família das cactáceas possui aproximadamente 100 gêneros e 2000 espécies e é representada por plantas que possuem uma polpa mucilaginosa em seus frutos e cladódios. Uma espécie ainda pouco estudada é o cacto Cereus hildmaniannus K. Schum, que cresce naturalmente em solos pedregosos e com escassez de água, condição encontrada no município de Zortéa, região meio-oeste de Santa Catarina. A tuna, como também é conhecido, é promissora dentro do contexto "Plantas do Futuro" e pode se tornar mais uma opção de renda para o pequeno produtor da região. A presença da mucilagem em seus frutos faz com que eles sejam muito apreciados pela população rural. Esta mucilagem possui elevada capacidade de absorver água, podendo assim ser considerada como um potencial hidrocoloide na área alimentícia e em outras áreas. Deste modo, o presente trabalho tem como finalidade estudar a caracterização da mucilagem dos frutos e cladódios de Cereus hildmaniannus K. Schum e avaliar seu potencial tecnológico. A mucilagem foi extraída do fruto e cladódio e separada em duas frações: solúvel e insolúvel, as quais foram liofilizadas para obtenção do produto em pó. A partir destas frações, foram realizadas análises de cromatografia gasosa, infravermelho e termogravimetria. Apenas a fração solúvel teve seu comportamento em solução avaliado em termos de ensaios reológicos, ponto de carga zero e tensão superficial. Os resultados indicaram que os monossacarídeos presentes na polpa mucilaginosa para as quatro frações são os mesmos encontrados em outras cactáceas. As frações solúvel e insolúvel do fruto apresentaram boa estabilidade térmica até a temperatura aproximada de 140-150°C. As frações solúvel e insolúvel do cladódio apresentaram uma estabilidade maior, pois a decomposição do material teve início em 200-220°C. Em solução aquosa, a fração solúvel do fruto e do cladódio apresentou comportamento newtoniano e alta viscosidade intrínseca. O valor obtido da constante de Huggins foi 0,43 e 0,46, respectivamente. Estes valores indicam que a água foi um bom solvente para a fração solúvel nas concentrações estudadas. O pH do ponto de carga zero ficou próximo de 6,40 para a fração solúvel do fruto e 6,80 para a fração solúvel do cladódio. Os resultados da tensão superficial mostraram que com o aumento da concentração da fração solúvel ocorreu um decréscimo na tensão superficial. Estes valores obtidos estão próximos daqueles encontrados na literatura para outras gomas.<br>Abstract : The Cactaceae family has approximately 100 genus and 2000 species and it is represented by plants with mucilaginous pulp in their fruits and cladodes. The cactus Cereus hildmaniannus K. Schum is a very little studied species; it grows naturally in stony soil with lack of water, con-dition found in Zortéa, midwest region of Santa Catarina. The tuna, as it is also known, is a promising plant in the context of the "Plants for the Future" project, and has the potential to be one income option for small farmers in the region. It is very appreciated by the population due to its pleasant flavor. Mucilage, a complex sugar, has high capacity to absorb water and can be considered as a potential hydrocolloid for industrial use, such as in food industry and in other areas. This work aims to study the mucilage characterization from fruits and cladodes of Cereus hildmaniannus K. Schum and evaluate their technological potential. The mucilage was extracted from the fruit and cladodes and was separated into two fractions: soluble and insoluble. Gas chromatography, Fourier Transform Infrared Spectroscopy and Thermogravimetry were em-ployed to characterize the two fractions. The soluble fraction was also characterized by rheological tests, point of zero charge and surface ten-sion. Results indicated that monosaccharides profile found in the muci-lage from the four fractions are similar to that found in other cacti. The soluble and insoluble fractions of the fruit have shown good thermal stability up to 140-150°C. Fractions from cladodes showed highest sta-bility, degrading only at temperatures higher 200-220°C without struc-tural changes. In aqueous solution, the soluble fraction from fruits and cladodes behaved as newtonian fluid with highest intrinsic viscosity. The Huggins constant was 0,43 and 0,46 respectively. These values indicated that the water was a good solvent for the concentrations stud-ied. The pH at the point of zero charge of the fruit soluble fraction was 6,40 and, for the cladode´s soluble fraction, was 6,80. The results also showed that increasing concentration of the soluble fraction a decrease in the surface tension was observed. These values are similar to those found in the literature for other gums.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2012
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100836
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
313010.pdf 1.401Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar