A ALBA e a luta pela hegemonia no continente americano: uma topologia do discurso bolivariano

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A ALBA e a luta pela hegemonia no continente americano: uma topologia do discurso bolivariano

Mostrar registro completo

Título: A ALBA e a luta pela hegemonia no continente americano: uma topologia do discurso bolivariano
Autor: Hernández Nilson, Diego
Resumo: O objetivo da dissertação é analisar o movimento bolivariano, liderado pela Venezuela, enquanto projeto de construção de uma nova hegemonia na América Latina e o Caribe. Tal projeto se constrói discursivamente em oposição à histórica hegemonia pan-americana liderada pelos Estados Unidos (EUA). Para isso é estudada a ALBA (Aliança Bolivariana para os Povos de nossa América) como organização internacional que facilita a alineação de países e sociedades latino-americanos em relação ao movimento bolivariano, gerando novas modalidades de construção de sentido, assim como novas vias e regras de relacionamento internacional. A pesquisa analisa os discursos de mandatários nas reuniões de Cúpula da ALBA, e, apelando à teoria do discurso de Ernesto Laclau, identifica nesse conjunto os três passos previstos pelo autor na configuração de um desafio hegemônico: (1) o estabelecimento de um antagonismo face ao imperialismo dos EUA que é identificado como o poder hegemônico institucionalizado, e a dicotomização do espaço social americano através da construção de uma fronteira entre esse poder e o resto da comunidade (América Latina e o Caribe); (2) a articulação contingente entre diversas demandas sociais, características da América Latina e do Caribe, cuja insatisfação é atribuída ao imperialismo dos EUA; e (3) a formação de um campo popular, através da expressão positiva dessas demandas numa nova identidade, no caso a identidade bolivariana. A pesquisa conclui que o movimento bolivariano consegue gerar elementos para permitir uma nova lógica de construção de sentido, configurando assim estruturalmente um campo de luta pela hegemonia. Porém, também são destacados vários problemas nessa tarefa, especialmente ligados à identificação de diversas unidades com o bolivarianismo.The dissertation research the Bolivarian Movement, headed by Venezuela, as a new hegemonic project, still under construction, at Latin America and the Caribbean. This hegemonic project is discursively constructed in opposition to the historic Pan American hegemony, led by the U.S. In this way, the Bolivarian Alliance for the Peoples of Our America (ALBA) is approached as an international organization that seeks to align the Latin American countries and societies behind the Bolivarian Movment. The ALBA generates new ways of sense-making, as well as new norms of international relations. The research analyzes the speeches at the ALBA's presidential summits, using the Ernesto Laclau's Discourse Theory, and identifying the three steps proposed by this author to the hegemonic construction: Firstly, the establishment of an antagonism against U.S. imperialism and the dicotomization of the hemispheric social space, through the definition of a boundary between the powerful country and the rest of continental community (Latina America and the Caribe). Secondly, the contingent articulation of a variety of social demands, which dissatisfaction are ascribed to the U.S. imperialism. Thirdly, the formation of a new popular field, through the positive expression on a new identity of this unified set of demands, in this case the Bolivarian identity. The dissertation concludes that the Bolivarian movement manages a new logic of sense-making, and therefore places the hegemonic struggle in a new structural field. However, it also identified some problems on this task, particularly in the difficulty to construct a Bolivarian identity shared by various social unities (countries, societies and social sectors).
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Sociologia Política
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100646
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
309862.pdf 665.4Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar