Modelo de ciclo de vida para o empreendedor individual

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Modelo de ciclo de vida para o empreendedor individual

Mostrar registro completo

Título: Modelo de ciclo de vida para o empreendedor individual
Autor: Juliatto, Dante Luiz
Resumo: O presente trabalho de tese tem por objetivo desenvolver um modelo de medição da maturidade empresarial para os Empreendedores Individuais - EI a partir da teoria do Ciclo de Vida das Organizações - CVO. O EI tem suporte jurídico por meio da criação do Estatuto da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008) que instituiu a figura Empreendedor Individual vigorando a partir de 1º de julho de 2009. Em relação aos objetivos deste trabalho, trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva e quanto ao problema é uma pesquisa qualiquantitativa. Quanto aos procedimentos trata-se de uma pesquisa de levantamento, com um universo de 7.390 empresas. Os dados foram coletados por meio da aplicação de entrevista em amostra de 325 Empreendedores Individuais da região da Grande Florianópolis, nos anos de 2011 e 2012. Como resultados preliminares da pesquisa foram identificados os principais processos de gestão a que está submetido um Empreendedor Individual. Em seguida foi aplicada a Teoria de Resposta ao Item - TRI, que é um conjunto de modelos estatísticos que possibilita medir a maturidade do EI. Os resultados apontam que o ciclo de vida dos Empreendedores Individuais tende a ser curto, sendo possível encontrar 3 estágios: o primeiro denominado de básico, abriga todos os EI's que optaram por empreender após anos de trabalho informal. O impacto percebido por esta categoria é relevante e denota a importância que a percepção da atividade como negócio passa a ter em suas vidas, focam suas ações nas questões operacionais. O segundo processo de aprendizagem, denominado intermediário, os EI's estão mais atentos ao mercado, buscando a gestão dos clientes, possuem maior maturidade gerencial e imprimem um novo ritmo ao negócio. Por sua vez, o terceiro, o EI está num estágio de maturidade avançada e dedicado a gerar inovação, se posiciona num novo patamar empresarial, conhecido como Micro e/ou Pequena Empresa. Conclui-se que, ao aplicar o modelo de medição da maturidade empresarial de um EI, a partir da CVO, é possível diagnosticar, avaliar suas deficiências e potenciais para melhorar o nível de competitividade na busca do crescimento de seu empreendimento e de seu nível de maturidade. Possibilita realizar de forma estruturada e sistemática, a avaliação do desempenho competitivo dos principais processos de gestão e alinhá-los de acordo com a realidade de cada EI.<br>Abstract : The objective of this thesis is to develop a method by which the maturity of the Entrepreneurial Individual (EI) can be measured from the theory of the Life Cycle of Organizations # LCO. The EI has judicial support through the creation of the Statute of Micro and Small Business (Complementary Law number 128, as of December 19th, 2008) which instituted a figure known as the #Entrepreneurial Individual#, beginning July 1st, 2009. In relation to this work's objectives, it is a kind of descriptive exploratory research, with the problem of the research being qualitative and quantitative. This procedure is a research of an estimated 7,390 businesses. The data were collected through a survey of a sample of 325 EI's within the Greater Florianopolis area, during 2011 and 2012. As the preliminary results were identified, the key management processes that an Entrepreneurial Individual is subjected. Secondly, we applied the Theory of Response of Item (TRI), which is a compounding of statistical models that allow us the ability to measure the maturity of an EI. The results show that the Life Cycle of the EI has a tendency to be short, possibly consisting of three stages: the first one being named 'Basic; includes all of the entrepreneurs who opted for entrepreneurship after years of informal work. The impact of this category is relevant and noted for the fact that this business becomes a very important part of their lives, focusing their actions on operational issues. The second process of understanding, called #Intermediate# has the EI's becoming more attentive to the market, seeking an ability to manage their clients, having more management maturity and striking upon a new balance for their business. Lastly, the third stage, where the EI is in a state of advanced maturity and is dedicated to innovation, upon a new plateau of enterprise, known as #Micro and/or Small Business.# In conclusion, when we apply the model of maturity measurement of an EI, from LCO, it is possible to diagnose and evaluate deficiencies and potential for improving the level of competitiveness when seeking to grow your business and your level of maturity. It it possible to realize the structural form and system, the evaluation of competitive market performance of principal process of management in accord with the reality of the any given EI.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2012
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100548
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
315203.pdf 3.111Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar