A temporalidade do ser-acadêmico-de-enfermagem na experiência do cuidado: uma interpretação em Heidegger

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A temporalidade do ser-acadêmico-de-enfermagem na experiência do cuidado: uma interpretação em Heidegger

Mostrar registro completo

Título: A temporalidade do ser-acadêmico-de-enfermagem na experiência do cuidado: uma interpretação em Heidegger
Autor: Kempfer, Silvana Silveira
Resumo: Pesquisa fenomenológica de caráter qualitativo, fundamentada no referencial teórico- filosófico de Martin Heidegger, teve como objetivo desvelar a temporalidade do ser-acadêmico-de-enfermagem em sua experiência de cuidado. Os sujeitos do estudo foram dez acadêmicos que cursavam a terceira fase do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Os dados foram coletados nos meses de março a maio de 2011, por meio da entrevista fenomenológica, a qual foi audiogravada e transcrita posteriormente. No referencial metodológico, foram utilizados os pressupostos da hermenêutica heideggeriana sob três enfoques: a pré-compreensão, considerada como a aproximação teórica do fenômeno do ser-acadêmico-de-enfermagem, o cuidado e a aproximação com os conceitos envolvidos na temática. A compreensão envolveu a descrição historiográfica dos eventos relatados pelo ser-acadêmico-de-enfermagem por meio da estratégia do "Movimento da Temporalidade". Por fim, temos a interpretação do fenômeno, por meio da historicidade do ser-acadêmico-de-enfermagem, registrada em forma de quatro manuscritos: 1) Vivências de cuidado do ser-acadêmico-de-enfermagem:história,cultura e tradição em Heidegger e Gadamer; 2) Historicidade e historiografia do ser-acadêmico-de-enfermagem na construção do cuidado em Heidegger; 3) Temporalidade: o existir e a perspectiva da finitude para o ser-acadêmico-de-enfermagem ao experienciar a morte; 4) A escolha profissional de ser enfermeiro como possibilidade de cuidado autêntico. O ser-acadêmico-de-enfermagem é um ser vinculado com o cuidado, percebe a si mesmo e ao outro como possibilidade para desenvolver suas potencialidades como ser-no-mundo. Ser autêntico, vinculado à cultura e à tradição familiar, preocupa-se, quer tornar-se um profissional de enfermagem comprometido com tudo o que a envolve. Pensa o cuidado como possibilidade de estar junto com o outro, ajudando carinhosamente, amorosamente, em todos os espaços em que essas situações se apresentem. É um ser temporal, reconhece a sua finitude e a do outro. Como um ser-para-a-morte, experiência a dor e o sofrimento da perda em sua vida. Conclui-se que o ser-acadêmico-de-enfermagem é um ser rico em possibilidades para o cuidado. Mostra-se por vezes ser inautêntico e vive a cotidianidade, mas, por outro lado, às vezes, desvela-se como um ser autêntico, vinculado às coisas de seu tempo.<br>Abstract : This is a phenomenological qualitative research, based upon theoretical-philosophical referential of Martin Heidegger, with the aim of unveil the temporality of being-of-academic-nursing in care experience.Ten students of the third semester of the Nursing Course at Universidade Federal de Santa Catarina were the subjects of this study. Data were collected from March to May 2011, by means of phenomenological interviews, which were audiotaped and later transcribed. For the methodological referential, Heideggerian hermeneutical assumptions were undertaken under three approaches: pre-understanding, considered as the theoretical approximation of the phenomenon of being-a-nursing-student, care and approximation with concepts involved in the thematic. Understanding involved historiographical description of events reported by the being-a-nursing-student where Movement of Temporality strategy was adopted. Lastly, there was the interpretation of the phenomenon, through historicity of being-a-nursing-student, registered as four manuscripts: 1) Experiences of care of be student-in-nursing: history, culture and tradition of Heidegger and Gadamer; 2) Historicity and historiography of be-nursing-student built care in Heidegger; 3)Temporality: existence and the perspective of finitude to be-student-nursing by experiencing death; 4) Expectations with the professional choice: nursing as a possibility of authentic care. Being-a-nursing-student is a human being bound to care, understands oneself and the other as a possibility to develop one#s own potentialities as a being-in-the-world. Being authentic, bound to culture and family traditions, he/she is concerned and wishes to become a nursing professional committed with all that it takes. Thinks about care as being together with the other, tenderly and lovingly caring, wherever these situations occur. A temporal being, recognizes one#s finitude as well as the finitude of others. As a being-prone-to-die, pain and suffering due to loss in life are experienced. The conclusion is that being-a-nursing-student is a human being rich in caring possibilities. Sometimes he/she is seen as unauthentic and living common everyday life, but, on the other hand, sometimes reveals oneself as an authentic being, bound to contemporary things.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2012.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100416
Data: 2013-06-25


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
314136.pdf 1.220Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar