O Pastoreio Racional Voisin na transição orgânica da bovinocultura no Cerrado

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

O Pastoreio Racional Voisin na transição orgânica da bovinocultura no Cerrado

Mostrar registro completo

Título: O Pastoreio Racional Voisin na transição orgânica da bovinocultura no Cerrado
Autor: Seó, Hizumi Lua Sarti
Resumo: O presente trabalho foi a colaboração técnica da acadêmica ao Plano de Manejo Orgânico da Fazenda Nova Aurora através de um projeto de manejo de pastagens. A fazenda de 269 hectares está localizada em Luziânia, Goiás. O período de realização do estágio na propriedade foi de 9 semanas, compreendidas entre 25 de julho e 10 de outubro de 2012. A finalidade foi iniciar o processo da transição do sistema convencional da pecuária bovina de corte para um sistema orgânico propondo medidas de ordem técnica e administrativa através da implantação do manejo agroecológico de pastagens conhecido como Pastoreio Racional Voisin (PRV). Por isso, elaborou-se um plano forrageiro, um projeto de divisão de áreas e um projeto de rede hidráulica. Os métodos utilizados foram obtidos dos estudos feitos no Núcleo de Pastoreio Racional Voisin da Universidade Federal de Santa Catarina e das bases científicas elaboradas por André Voisin e Luiz Carlos Pinheiro Machado. Determinadas as áreas de Reserva Legal e Área de Preservação Permanente da propriedade, foi calculada a divisão em 147 parcelas de um hectare, com corredores e bebedouros. O plano previu ainda o melhoramento das pastagens com o consórcio das gramíneas Brachiaria brizantha e Andropogon gayanus cv. Planaltina com as leguminosas Stylosanthes guianensis cv. Mineirão, Stylosanthes spp. cv. Campo Grande e Arachis pintoi cv. Belmonte. Foram disponibilizadas fichas de ordem administrativa e recomendações técnicas com os princípios fundamentais para o sucesso do PRV. O custo dos materiais para a implantação do projeto foi estimado em R$ 217.463,55. O PRV poderá auxiliar na transição agroecológica da produção animal da maneira menos impactante ao meio ambiente e com o custo mais reduzido possível, pois mantém e devolve a fertilidade natural ao solo. O fator limitante para a sua utilização é a capacidade de quebra dos paradigmas culturais de gestão e manejo, principalmente, dos recursos humanos administrativos da fazenda.
Descrição: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Curso de Agronomia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/100122
Data: 2012-12-13


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização Descrição
Hizumi Lua Sarti Seo.pdf 8.922Mb PDF Visualizar/Abrir PDF

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar